1 de fev de 2016

Deixe o cabelo da menina no mundo - um incentivo para as mulheres que sofrem preconceito



Nós brasileiros e brasileiras sabemos como nosso país é diversificado, brancos, pardos, negros, mestiços, japoneses, índios e por aí vai.


Sabemos também que em pleno século XXI estamos lutando por vários tipos de preconceito e o mais taxado deles é o estereótipo de beleza. Aonde as pessoas de sentem no direito de dizer o que é belo.

Aí já se vê a complicação, porque em minha aula de filosofia aprendi que o belo é indiscutível, indeterminável, pois o que é belo para um pode não ser tão belo para o outro. 

E com isso, as mulheres negras, mulheres com cabelos crespos, sofrem. As pessoas ao redor querem impor como elas devem se arrumar, como elas devem ser. E foi com essa experiência durante sua infância que Diane Lima compartilha sua história com o mundo.

Desde pequena as pessoas pediam para ela prender o cabelo ou fazer penteados para que o cabelo não ficasse "para cima". É engraçado porque a sociedade se sente no poder de interferir na vontade da criança, pois como ela disse, ela não queria prender o cabelo.

Por esse motivo surgiu a tão compartilhada frase, dita por sua mãe quando via sua filha não querendo prender o seu lindo cabelo "se a menina quer deixar o cabelo solto, deixa o cabelo da menina no mundo".

Infelizmente, hoje em dia ainda enfrentamos a maior crise de representatividade, na qual, não aceitamos as diversidades e queremos impor nas pessoas o que ela deve ser ou o que deve fazer. Visto isso, é com o intuito de se libertar desse estereótipo de beleza que Diane compartilha essa ideia as pessoas, incentivando mulheres que sofrem esse preconceito também a se libertar desse pré-julgamento. 

Mais muito além disso, o que podemos fazer para mudarmos o nosso meio? Além de somente concordarmos com a ideia.

Que tal começarmos mudando nossas ações?

Vamos compartilhar essa ideia com #deixeocabelodameninanomundo

Pois é através da diversidade que se cria belezas e solidariedades!


(Crédito de Imagens: Google Imagem)

8 comentários:

  1. Disse tudo,já ouvi essa frase vinda da boca da minha avó ''deixa o cabelo no mundo''.Adorei! Posso compartilhar em minhas redes sociais?
    abraços.
    http://aspoesiasdananda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se identificado!
      Pode compartilhar COM TODA CERTEZA.. As pessoas devem ser adeptas a essa ideia!

      Bjs

      Excluir
  2. Adorei o post, realmente você tem razão, mesmo meu cabelo não sendo crespo (tenho um cabelo 2C/3A) ele sempre teve muito volume e eu sofri um pouco quando era menor por causa disso, tanto que passei um bom tempo da minha época na escola indo só se fosse de chapinha e mesmo assim ainda o mantinha preso. Por isso super adorei a postagem!
    Devaneios Adocicados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passei pela mesma situação, não tenho cabelo crespo mais por muito tempo ele foi armado!
      E as pessoas sempre me diziam o que eu tinha que fazer com ele, mesmo sem eu perguntar...
      E eu adorei essa campanha por isso mereceu um post rsrs
      Obrigada por compartilhar sua história, volte sempre!

      Bjs

      Excluir
  3. Eu estou deixando meu cabelo ser quem ele quiser.
    Sempre sofri brincadeiras na escola por ser branca e ter cabelo crespo. Mas nunca liguei.
    Fiquei um bom tempo alisando e agora desisti, cortei curto e estou deixando ele ser livre. Nada melhor.
    Parabens por este post lindo.
    Um beijo e boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!
      Fico feliz que tenha gostado do post
      E quando ao cabelo deixe ele no mundo... rs

      Bjs

      Excluir
  4. Amei sua postagem, seu texto está lindo <3 Por mais empoderamento e diversidade no mundo. Ou nos aceitamos ou nos padronizamos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou...
      Isso mesmo Carlos! Adorei seu comentário..
      Precisamos nos impor mais.

      Volte sempre!
      Bjs

      Excluir